sexta-feira, 15 de fevereiro de 2019

Presidente da Vale diz que empresa não pode ser condenada por acidente

O executivo Fábio Schvartsman, disse nesta quinta-feira, 14, que a companhia de mineração é uma “joia brasileira” que não pode ser condenada pelo que aconteceu em Brumadinho (MG). 

O rompimento da barragem do Córrego do Feijão deixou 166 mortos e 155 desaparecidos. O executivo reconheceu que o sistema de monitoramento de barragens da companhia tem falhas e disse que todo o processo será revisado com base nas melhores normas internacionais.

O presidente da Vale foi ouvido durante uma audiência pública na Câmara dos Deputados. Vale destacar que tanto a Câmara quanto o Senado já aprovaram a abertura de CPIs para investigar o caso.