terça-feira, 12 de março de 2019

Gol suspende uso do modelo 737 MAX 8 após acidente na Etiópia

A companhia aérea Gol anunciou nesta segunda-feira (11) que suspendeu temporariamente o uso do modelo 737 MAX 8, da Boeing, após acidentes com aeronaves similares. A empresa mantém sete aeronaves 737 MAX 8 que operam em rotas para os Estados Unidos, América do Sul e Caribe, preferencialmente. A suspensão começou a valer às 20h desta segunda. 

No domingo (10), a queda de um avião da Ethiopian Airlines deixou 157 mortos e foi o segundo acidente em 5 meses envolvendo um 737 MAX 8, que é a versão mais recente do avião comercial mais vendido no mundo. No fim de outubro de 2018, 189 pessoas morreram em um voo da indonésia Lion Air. 

Ao longo de ontem, os pilotos que estavam escalados para operar o 737 MAX 8 foram comunicados de que seriam transferidos para voos de outras aeronaves. A companhia também suspendeu a venda de voos que utilizariam o modelo – eles sairiam de Brasília e Fortaleza e iriam até Miami e Orlando. 

A Gol informou que os clientes com viagens previstas serão comunicados e reacomodados em outros voos da empresa ou de outras companhias aéreas.