segunda-feira, 28 de dezembro de 2020

COVID: OCUPAÇÃO DE LEITOS CRÍTICOS NO RN VOLTA A ROMPER A CASA DOS 60%

A taxa de ocupação para leitos críticos específicos para o tratamento da Covid-19 voltou a romper a casa dos 60%. Até o início da manhã desta segunda-feira (28), 63,11% dos leitos críticos estavam ocupados. Os dados são retirados da plataforma Regula RN, sistema da Secretaria Estadual de Saúde (Sesap) que monitora em tempo real a situação de entradas e saídas de pacientes das unidades hospitalares potiguares.

Ainda segundo o Regula RN, 81 leitos estão disponíveis para novas regulações, 9 bloqueados e oito pacientes estão na fila de espera para um leito crítico. Em relação aos leitos clínicos, o RN conta atualmente com 276 em operação, com 111 deles ocupados (40,22%).

No comparativo com os números da semana passada, é possível reparar um aumento no número de pacientes internados. O crescimento foi superior e a abertura de leitos críticos, que vem sendo feita desde o anúncio da administração pública estadual nas últimas semanas, não foi o suficiente para manter o percentual na casa dos 50%, como vinha se mantendo nos últimos sete dias.

Por exemplo, na última quarta-feira (23), eram 132 pacientes internados em leitos semi-intensivos ou de UTI no RN; neste sábado (26), esse número já era de 138 pacientes, enquanto nesta segunda-feira 154 pacientes estavam na mesma condição (22 a mais do que a última quarta e 16 a mais do que o registrado neste sábado). Já o número de leitos em operação (correspondente a quantidade de leitos existentes) foi de 238 leitos na quarta e 244 neste sábado e nesta segunda-feira.

Por região

O Oeste permanece com a maior taxa percentual de ocupação de leitos, com aumento percentual em relação aos dias que antecederam o Natal. A região apresenta 71,3% de ocupação de leitos de UTI e UCI, abaixo dos 80% apontados como "de risco" pela Sesap, mas acima da casa dos 60%, como se manteve nos últimos dias. Na região metropolitana, a ocupação é de 60%, quadro de ligeiro aumento. No Seridó, ocupação também cresceu, esta para a casa dos 68%.

São dois os prestadores de serviço com 100% de ocupação dos leitos, um deles justamente no Seridó do Estado. Em Currais Novos, o Hospital Regional Dr. Mariano Coelho está com seus 5 leitos de UTI regulados, com pacientes internados para o tratamento da doença. A outra unidade com ocupação total de leitos críticos é o Hospital Giselda Trigueiro, em Natal, com 26 leitos de UTI e UCI ocupados.