quinta-feira, 18 de novembro de 2021

VACINAÇÃO: Natal amplia D2 do imunizante da Pfizer


A partir desta sexta-feira Prefeitura do Natal através Secretaria de Saúde amplia a segunda dose do imunizante da Pfizer.

 As pessoas que se vacinaram até o dia 30.09 podem procurar um dos pontos de vacinação levando comprovante de residência, cartão de vacina e documento com foto para receberem a D2.

 Além dos drive do Via Direta, Nélio Dias e UBS, a Prefeitura do Natal durante os festejos do Natal em Natal localizado em Mirassol vai ofertar para população de quinta-feira a domingo, das 18h às 22h, vacinação contra Covid-19 com um

O trailer de vacinação itinerante, fruto de uma parceria com a STTU.

 Todas as informações sobre a vacinação em Natal pode ser acessadas através do site : https://vacina.natal.rn.gov.br/

 VACINAÇÃO EM NATAL

 PRIMEIRA DOSE

 Pessoas com 12 anos e mais.

 SEGUNDA DOSE

 CORONAVAC

 Podem se vacinar as pessoas que completaram os 28 dias da primeira dose do imunizante Coronavac.

 OXFORD

 Podem receber a aplicação da D2 da Oxford quem se vacinou até o dia 10 de setembro.

Grávidas que tomaram a D1 de Oxford.

 As gestantes que tomaram a primeira dose com o imunizante Oxford e que, por recomendação do Ministério da Saúde, não tomaram a segunda dose poderão completar seu esquema vacinal com o imunizante da Pfizer.

 PFIZER

 A segunda dose da Pfizer está disponível para quem tomou a primeira dose até 30 de setembro.

 TERCEIRA DOSE

 Estão aptos a receber a terceira dose: população em geral com 60 anos e mais; e profissionais e trabalhadores da saúde a partir de 18 anos. É necessário ter completado o esquema vacinal, com duas doses ou dose única, de qualquer imunizante (Coronavac, Oxford ou Pfizer) há cinco meses ou 150 dias para os idosos e seis meses ou 180 dias para os profissionais e trabalhadores da saúde; este último grupo ainda deve apresentar documentação comprobatória de vínculo.

 Os Imunossuprimidos também podem receber a terceira dose, desde que tenham completado o esquema vacinal há 28 dias, apresentando laudo médico dentro das categorias: Imunodeficiência primária grave; Quimioterapia para câncer; Transplantadas de órgão sólido ou de células tronco hematopoiéticas (TCTH) em uso de drogas imunossupressoras; pessoas vivendo com HIV/Aids; uso de corticóides em doses > 20mg/dia de prednisona, ou equivalente, por > 14 dias; uso de drogas modificadoras da resposta imune ou pacientes com hemodiálise e pacientes com doenças imunomediadas inflamatórias crônicas (reumatológicas, auto inflamatórias, doenças intestinais inflamatórias).