terça-feira, 28 de maio de 2019

Já chega a 57 o número de presos mortos dentro de cadeias do Amazonas

42 presos foram mortos dentro de cadeias do sistema prisional do Amazonas nesta segunda-feira (27). A confirmação é do Governo do Estado. Outros 15 mortos tinham sido encontrados no domingo, depois de uma briga entre presos, no Complexo Anísio Jobim (Compaj). 

A Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) já confirma 57 mortes, em dois dias, no Instituto Penal Antônio Trindade (Ipat), Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM 1), Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj) e Unidade Prisional do Puraquequara (UPP). 

Todos os corpos têm indícios de morte por asfixia, segundo o governo. 

A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) afirma que, "neste momento, a situação está controlada e os presos estão na tranca".