terça-feira, 22 de outubro de 2019

Bolsa sobe 1,23% e rompe pela 1ª vez a barreira dos 106 mil pontos

O Ibovespa, índice com as ações mais negociadas na bolsa brasileira, fechou esta segunda-feira, 21, em sua máxima histórica, aos 106.022 pontos. Quebra-se, assim, uma expectativa que vinha desde de 10 julho, quando o último recorde havia sido alançado, em 105.817 pontos.

A alta de 1,23% desta segunda-feira deve-se basicamente a fatores externos, com a alta registrada em Nova York, apimentados pela perspectiva de votação da reforma da Previdência, hoje, em segundo turno do Senado.

No noticiário corporativo, destaque para a Petrobrás, que subiu com a notícia de que a companhia se organiza para fazer ofertas no leilão do pré-sal. Vale e CSN também subiram, a primeira por causa das expectativas positivas para o balanço, que sai na próxima quinta-feira, e a última com operadores zerando posições vendidas.