segunda-feira, 8 de abril de 2019

Ex-presidente Lula completa um ano preso e domingo é marcado por manifestações contra a prisão

Manifestantes contra a prisão de Luiz Inácio Lula da Silva se reuniram no início da manhã deste domingo (07) em várias capitais brasileiras, entre elas Curitiba, no Paraná, onde o ex-presidente segue preso na sede da Polícia Federal. 

O PT e aliados organizaram as manifestações, que contou com uma Vigília Lula Livre num terreno de esquina alugado na frente da PF – onde foram montadas tendas e barracas – e em quatro outros imóveis alugados. Diariamente, os participantes gritam “bom dia”, “boa tarde” e “boa noite” ao ex-presidente. 

Atos pró-Lula ocorreram também em Brasília, na Orla de Copacabana no RJ, em Porto Alegre e em São Paulo, na esquina da Avenida Paulista com a Rua da Consolação. Também ocorreram manifestações no exterior. 

Atos contra Lula 

A favor da prisão do ex-presidente, o movimento Vem Pra Rua também organizou protestos no domingo em diversas cidades do País. Em São Paulo, a manifestação ocorreu na Avenida Paulista com a Rua Pamplona, perto de ato pró-Lula. 

Num carro de som em frente ao Masp, representantes de movimentos de direita comemoraram a prisão do ex-presidente Lula, que completa neste domingo um ano, e defendiam o presidente o presidente Jair Bolsonaro e o ministro Sergio Moro, ex-juiz da Operação Lava Jato que condenou o petista. 

A proximidade dos atos, claro, acabou em confusão. Grupos de esquerda e de direita trocaram xingamentos e empurrões. 

Líderes da manifestação de direita pediram calma a seus integrantes e chamaram a Polícia Militar.