terça-feira, 27 de agosto de 2019

Ministro do Meio Ambiente diz que ajuda do G7 à Amazônia é bem-vinda

Ricardo Salles afirmou que a ajuda prometida pelo G7 aos países afetados pelos incêndios na região amazônica será bem-vinda. Mas ressaltou que os recursos serão utilizados segundo critérios estipulados pelo Brasil. 

“Quem vai decidir como usar recursos para o Brasil é o povo brasileiro e o governo brasileiro. De qualquer forma, a ajuda é sempre bem-vinda”, disse em evento promovido pelo Sindicato da Habitação de São Paulo. 

O ministro Ricardo Salles lembrou ainda de uma fatura do Protocolo de Quioto cobrando que os países desenvolvidos devem o pagamento de US$ 2,5 bilhões referentes ao mecanismo de desenvolvimento limpo (MDL). “Queria lembrar que, desde 2005, o Brasil tem cerca de 250 milhões de toneladas de gás carbônico MDL, mecanismo de desenvolvimento limpo, para receber. Isso gera mais ou menos uma receita de US$ 2,5 bilhões”, destacou.